Pedro Alves a postos para a corrida de amanhã.

Após a sessão de treinos desta tarde, o piloto do Toyota Starlet mostra-se confiante, no reencontro com o circuito onde há dois anos se estreou na velocidade.

“Estive mais preocupado em rodar e em recordar o circuito. É completamente diferente passar por estas ruas em corrida e o meu andamento actual é completamente diferente do de há dois anos. Acho que tive que reaprender muito coisa.” Comenta o actor.

Para a corrida mostra-se confiante e espera um bom resultado: “conto classificar-me bem, é preciso ver que lá para frente andam os aviões”. Pedro Alves, remata que como boa classificação será “qualquer uma!”, com o sorriso sempre presente.

João Ramos esteve em “dia não”. Depois de uma sessão de treinos livres em que levou o Toyota Starlet 1.3s até aos 2,19 minutos, com a sexta melhor marca da sessão, chegou aos treinos oficiais e retirou ainda mais cerca de um segundo, conseguindo 2m 18, 880s à segunda volta, o que o coloca na oitava posição da grelha, entre os líderes habituais das corrida do Campeonato de Portugal.

Com o decorrer dos treinos debateu-se com problemas em ultrapassar alguns concorrentes mais lentos: “apesar de estar sempre a rodar para tentar fazer tempos, fui  confrontado com falta de bandeiras azuis a concorrentes mais lentos que me precediam”, comentava João Ramos, que com esta situação tinha um momento de desconcentração quando procurava uma volta limpa e isso custou-lhe um toque.

 

João Ramos Regressa à Boavista na próxima semana, aos comandos de um Audi R8, do Team Novadriver.