Racing Weekend Estoril - Domingo

 

RW17

A época de velocidade abriu no Autódromo do Estoril, com uma jornada dupla, que deixa grandes promessas para as restantes provas de 2017. 

Discutiram-se os Campeonatos Nacionais de Clássicos e Clássicos 1300, com dúpla vitória de Joaquim Jorge (Ford Escort) no primeiro e de Filipe Nogueira e Luís Alegria no segundo. Em discussão esteve igualmente o Campeoanto Legends, com vitórias para João Novo (Ford Sierra RS 500) e Paulo Mendes (Citroen Saxo).

A competição principal, o Campeonato Nacional TCR Portugal e Serie TCR Ibérico, deu-nos corridas muito disputadas, com os louros a serem entregues a Rafael Lobato, que estreou da melhor forma, no Sábado, o Audi RS3 LMS e a Francisco Mora, em Seat Leon TCR, que assim assumiu a liderança do Campeonato.

TCR Portugal – TCR Ibérico

Francisco Mora aproveitou-se da pole-position para logo na partida se colocar na dianteira e daí controlar a prova.

Tudo ficou mais fácil para o Campeão Nacional em título, pois uma má partida de Francisco Abreu, que arrancava de segundo, atrasou substancialmente o madeirense, que caiu várias posições. Depois fez uma corrida plena de garra, que o levaria ainda a terminar em terceiro.

César Machado aproveitou bem o deslize de Abreu e colocou-se no segundo posto. Mora estava inalcançável e Machado acabou por ter uma prova se grandes sobressaltos, mesmo porque as discussões que se travavam pelo terceiro lugar, o beneficiaram.

Amália Vinyes e Nuno Batista terminaram respectivamente nas quarta e quinta posições, respectivamente, depois de uma grande discussão, pelos lugares secundários.

estoril tcr domingo Partida estoril mora domingo Francisco Mora (Seat Leon TCR)

Partida

Francisco Mora (Seat Leon TCR) partiu bem e colocou-se na frente da corrida.

Má partida de Francisco Abreu (VW Golf).

César Machado (Seat Leon Cup racer) aproveitou para se colocar no segundo posto.

2ª volta

Francisco abreu ganhou uma posição. Francisco Mora mantinha-se na frente, com uma vantagem de dois segundos e meio sobre César Machado.

Patrick Cunha (Audi RS3 LMS) desistiu com um problema num braço de direcção, na sequência de um toque com Gustavo Moura (Seat Leon Cup Racer)

3ª volta

Francisco Abreu continuava a manter um ritmo forte a aproximava-se da terceira posição, que era posse de Amália Vínyes (Seat Leon Cup Racer).

Francisco Mora fez a melhor volta de corrida em 1m 49,166s.

4ª volta

Francisco Abreu ganhou o terceiro posto, depois de ultrapassar Amália Vinyes.

5ª volta

Ricardo Gomes (Seat Leon Cup Racer) foi à box, para limpar gravilha que se tinha acumulado na dianteira do Seat Leon, na sequência de um saída de pista.

6ª volta

Mora tinha 4,7 segundos de vantagem Sobre César Machado e parecia ter a corrida controlada.

O quinto posto era discutido entre Nuno Baptista (Seat Leon TCR) e Max Llobet (Seat Leon TCR).

8ª volta

Ricardo Leitão tinha o Kia Cee´d de João Baptista quase colado na traseira do Seat Leon. Logo de seguida Baptista ganhou-lhe o sétimo lugar.

Francesc Gutierrez aproveitou para se colar a Leitão, estavam separados por duas décimas de segundo.

O grupo dos dez da frente era encerrado por Gustavo Moura.

9ª volta

Francesc Gutierrez (Seat Leon TCR) passou para oitavo depois de ultrapassar Ricardo Leitão (Seat Leon DSG TCR).

10º volta

Mostrada bandeira preta e branca a Ricardo Leitão, João Baptista e Nuno Baptista, por não respeitarem os limites da pista na curva 13.

11ª volta

João Baptista entrou na box, sentiu dificuldades na direcção do Kia Cee´d TCR e viu fumo a sair de debaixo do capô.

12ª volta

Ultrapassagem de Francesc Gutierrez a Gustavo Moura sob investigação

Final

Francisco Mora venceu a corrida, com 7,677 segundos de vantagem, sobre César Machado. Francisco Abreu cortou a meta em terceiro, a 3,239 segundos de Machado e com Amália Vinyes a 16,510s. 

Nuno Baptista foi quinto, com Max Llobet a ganhar-lhe tempo nestas voltas finais e a cortar 936 milésimas. Francesc Gutierrez foi 636 milésimas mais lento e coube-lhe o sétimo posto.

Gustavo Moura foi oitavo, seguido de Ricardo Leitão e de Ricardo gomes, que encerrava o grupo dos dez mais.

DISSE O VENCEDOR

"Foi uma boa corrida. Hoje o carro já estava conforme o que tinha treinado. Era suposto ontem estar bem, mas infelizmente tivemos um problema técnico com um amortecedor e isso alterou o setup todo do carro, que estava muito difícil de guiar. Mesmo assim consegui atenuar e ser terceiro."

"Hoje sabia que se o carro estivesse direito e eu partisse bem... Tentei ganhar os segundos que tive de liderança nas primeiras voltas, ser constante e rápido ao mesmo tempo. Nas restantes voltas tentei não desgastar tanto os pneus. Foi isso que consegui, terminei com uma boa vantagem, seguro, acho que agora estou na liderança do campeonato, já após a primeira corrida, o que é um bom indicador."

"Vamos ver como é o resto do campeonato, para já estou contente, poderia estar mais por causa da corrida de ontem, se tivesse corrido bem."

estoril mora retrato Francisco Mora - vencedor estoril podium domingo Pódium 

CNCC

Rui Costa arrancou bem, mas Joaquim Jorge estava apostado em não lhe facilitar a vida.

João Pedro Silva foi furando de lá do fundo da grelha e concluiu a primeira volta na sexta posição.

Joaquim Jorge “roubou” a liderança a Rui Costa e João Pedro Silva aproveitava para chegar ao segundo posto. No entanto seria “Sol de Pouca dura” e a mecânica do Porsche deixava-o fora de combate.

A liderança da prova e dos Históricos de 75 era discutida pela “armada” Ford Ecort com Joaquim Jorge a levar a melhor sobre Rui Costa, Rui Alves, Rui Azevedo e Jorge Areia.   

Logo após os Escorts terminou o vencedor da Taça 1600 H71, Filipe Matias, em Lotus Elan +2. Seguido de bastante perto pelo vencedor do Grupo 3, Henrique Jordão em Porsche 928s. Rómulo Mineiro, o oitavo a cortar a meta, ganhou o Grupo 5, com o Ford Escort RS 2000.

Joaquim Soares, em Lotus Elan, ganhou os H71, seguido de bem perto por Pedro Serrador, que aos comandos do BMW323i, foi o melhor Grupo 1.

João Vieira levou o Karmann Ghia à vitória nos H65 Taça 1600, desempenho semelhante, mas no Grupo 5, Taça 1600, teve Luís Carlos, em Ford Anglia, que trazia logo atrás o vencedor dos H81, Paulo Sousa, em BMW M535i.

estoril cncc domingo Joaquim Jorge (Ford Escort), Rui Costa (Ford Escort), Rui Alves (Ford Escort), João Pedro Silva (Porsche 911 RSR)

CNCC 1300

Luís Alegria (Datsun 1200) venceu a corrida, mas não teve tarefa fácil, pois Filipe Nogueira (Morris Mini 1275GT) deu luta, em termos de classificação geral. Feitas as contas finais, Alegria venceu nos Históricos 75 (1300) e Nogueira foi o melhor 1300 dos Históricos de 71.

Fernando Charais (Datsun 120 Y) foi terceiro, segundo dos H75 e terminou à frente do vencedor do Grupo 1, Rui Castro.

Na Taça 1000, Abel Marques em Autobianchi A112 Abarth, venceu os H75 e Veloso Amaral teve desempenho semelhante nos H71.

estoril alegria Luís Alegria (Datsun 1200 Coupê)

LCC

A corrida até começou bem para João Novo, que naturalmente colocou o Ford Sierra Cosworth RS 500 na liderança, mas pouco depois, algo não estava bem no motor e perdia uma volta, com problemas de turbo, mesmo assim venceu os PH90.

O caminho para a vitória ficou assim aberto para Paulo Mendes, que numa espécie de recreação de David contra Golias, colocou o Citroen Saxo Cup na frente do BMW M3 Juan António Miranda. Mendes foi o primeiro a cortar a meta, venceu os Pós-Históricos 99 + 2000. Quanto Juan Miranda, venceu nos YT1. Não retira pontos aos nacionais e pontua na Fataça Ibérica.

Miguel Mota (Honda Integra Type R) venceu os PH99.

Pedro Alves, em Citroen Saxo, foi o melhor LCC99 + 2000.

Marc Garcia em Honda Civic VTi foi o melhor L5, à frente dos vencedor do Challenge FEUP3, Tiago Miranda em Alfa-Romeo 165.

Nos BMW 325 do troféu espanhol L5 Trofeo 325, vitória para Jonathan Gomez.

Luís Mendes venceu entre os PH99 +1300, aos comandos de um Citroen AX Sport.

Pedro Sousa foi o vencedor do Challenge FEUP 2, naturalmente em Fiat Punto, à frente de José Conceição, o vencedor dos PH85, em BMW 325i.

Hugo Guimarães (BMW 320is) ganhou a categoria Especial.

estoril mendes Paulo Mendes (Citroen Saxo Cup)